Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

terça-feira, 11 de julho de 2017

Os partidos - CLÁUDIO AMÍLCAR CARNEIRO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Partidos com assento na Assembleia
Não servem o País, servem-se a eles
À grande e à portuguesa, gente reles,
Cuja massa cinzenta lhes escasseia.

A uns quantos acusam-se que à ceia
Comem crianças e vendem as peles
para curtir. Assim se fala deles.
Os demais trazem já barriga cheia.

Fujamos dessas pragas, se nos pegam,
Estamos feitos, logo nos entregam
Às máfias dos partidos, com certeza.

Por isso eu digo: vis politiqueiros,
Partidos não os quero, antes inteiros,
São neoliberais à portuguesa.

EM - O DESPERTAR DA ALMA PORTUGUESA IN SONETOS - CLÁUDIO AMÍLCAR CARNEIRO - CHIADO EDITORA 

Sem comentários:

Enviar um comentário